Los 36 Movimientos y Estilos Artísticos Más Famosos

Movimentos e estilos artísticos famosos

Ao longo da história, os artistas produziram arte em uma variedade de mídias e estilos seguindo diferentes filosofias e ideais. Embora o nome de um estilo possa muitas vezes ser redutor, diferentes tendências ou estilos artísticos podem ser agrupados sob títulos coletivos conhecidos como movimentos artísticos.


Kuadros oferece-lhe os principais termos de movimentos e estilos artísticos, do classicismo ao futurismo, passando pelo barroco ao vanguardista.

Expressionismo abstrato

Expressionismo abstrato - pintura de Retne

 

A designação 'Expressionismo Abstrato' abrange uma grande variedade de movimentos artísticos americanos do século XX na arte abstrata. Também conhecido como a Escola de Nova York, esse movimento inclui grandes telas pintadas, esculturas e outros meios também. O termo 'action painting' está associado ao expressionismo abstrato, descrevendo uma aplicação altamente dinâmica e espontânea de pinceladas vigorosas e os efeitos de pingar e derramar tinta na tela.

Saiba mais sobre o expressionismo abstrato

Art Deco

 

art Deco

Surgido na França antes da Primeira Guerra Mundial, o Art Déco explodiu em 1925 por ocasião da Exposition des Arts Décoratifs (Exposição de Artes Decorativas). Desfocando a linha entre diferentes mídias e campos, da arquitetura e móveis a roupas e joias, o Art Deco fundiu a estética moderna com artesanato hábil, tecnologia avançada e materiais elegantes.

Saiba mais sobre Art Déco .


Arte Nova

Art Nouveau - A Onda

Estilo decorativo que floresceu entre 1890 e 1910 na Europa e nos EUA, o Art Nouveau, também chamado de Jugendstil (Alemanha) e Sezessionstil (Áustria), é caracterizado por linhas sinuosas e assimétricas baseadas em formas orgânicas. Embora tenha influenciado a pintura e a escultura, suas principais manifestações foram a arquitetura e as artes decorativas e gráficas, com o objetivo de criar um novo estilo, livre do historicismo imitativo que dominou grande parte dos movimentos artísticos e do design do século XIX.

Saiba mais sobre Art Nouveau


Vanguarda

Mazoni, Merda d'Artista. exemplo de vanguarda

Mazoni, Merda d'Artista. exemplo de vanguarda


Em francês, avant-garde significa “guarda avançada” e refere-se a conceitos inovadores ou experimentais, obras, ou ao grupo ou pessoas que as produzem, particularmente nos campos da cultura, política e artes.

Saiba mais sobre o Movimento Avant Garde


Barroco

Barroco

 

O termo barroco, derivado do português 'barocco' que significa 'pérola ou pedra irregular', é um movimento de arte e arquitetura desenvolvido na Europa desde o início do século XVII até meados do século XVIII. O barroco enfatiza o movimento dramático e exagerado e os detalhes claros e fáceis de interpretar, que estão muito longe do surrealismo, para produzir drama, tensão, exuberância e grandeza.

Saiba Mais Sobre o Barroco

 

Bauhaus

bauhaus

 

A escola de arte e design foi fundada na Alemanha por Walter Gropius em 1919 e fechada pelos nazistas em 1933. A faculdade reuniu artistas, arquitetos e designers e desenvolveu uma pedagogia experimental que focava em materiais e funções ao invés de metodologias tradicionais de escolas de arte. Em suas sucessivas encarnações em Weimar, Dessau e Berlim, tornou-se o local de conversas influentes sobre o papel da arte moderna e do design na sociedade.


Classicismo

Classicismo

 

Os princípios incorporados nos estilos, teorias ou filosofias dos diferentes tipos de arte da Grécia e Roma antigas, concentrando-se nas formas tradicionais com ênfase na elegância e simetria.


Cobra

 

Cobra

CoBrA, um movimento de arte internacional efêmero, mas inovador


Fundado em 1948 em Paris, o CoBrA foi um grupo pós-guerra de curta duração, mas inovador, que reuniu artistas internacionais que defendiam a espontaneidade como meio de criar uma nova sociedade. O nome 'CoBrA' é um acrônimo para as cidades de origem de seus fundadores, Copenhague, Bruxelas e Amsterdã, respectivamente.


Pintura de Campo Colorido

Pintura de campo colorido

 

Frequentemente associados ao expressionismo abstrato, os pintores do Color Field estavam preocupados com o uso da pura abstração, mas rejeitavam os gestos ativos típicos da pintura de ação em favor de expressar o sublime através de grandes superfícies planas de cor contemplativa e composições abertas.


Arte Conceitual

Arte conceitual

 

A arte conceitual, às vezes simplesmente chamada de conceitualismo, foi um dos vários movimentos artísticos do século XX que surgiram durante a década de 1960, enfatizando ideias e práticas teóricas em vez da criação de formas visuais. O termo foi cunhado em 1967 pelo artista Sol LeWitt, que deu nome ao novo gênero em seu ensaio "Paragraphs on Conceptual Art", no qual escreveu: "A ideia em si, embora não visual, é tanto uma obra de arte quanto qualquer produto acabado.


Construtivismo

construtivismo

 

Desenvolvido pela vanguarda russa por volta de 1915, o construtivismo é um desdobramento da arte abstrata, rejeitando a ideia de “arte pela arte” em favor da arte como prática voltada para fins sociais. O trabalho do movimento era primordialmente geométrico e composto com precisão, às vezes por meio de ferramentas matemáticas e de medição.


Cubismo

Cubismo

 

Movimento artístico iniciado em 1907 pelos artistas Pablo Picasso e Georges Braque, que desenvolveram uma linguagem visual cujos planos geométricos desafiavam as convenções de representação em diferentes tipos de arte, reinventando temas tradicionais como nus, paisagens e naturezas-mortas cada vez mais fragmentados . composições


Dadaísmo

dadaísmo

 

Dadá / Dadaísmo

Movimento artístico e literário na arte formado durante a Primeira Guerra Mundial como uma resposta negativa aos valores sociais tradicionais e às práticas artísticas convencionais dos diferentes tipos de arte da época. Artistas dadaístas representavam um movimento de protesto com um manifesto anti-establishment, buscando expor convenções aceitas e muitas vezes repressivas de ordem e lógica, chocando as pessoas em autoconsciência.


Expressionismo

expressionismo

 

O expressionismo é um movimento artístico internacional em arte, arquitetura, literatura e performance que floresceu entre 1905 e 1920, especialmente na Alemanha e na Áustria, que buscava expressar o significado da experiência emocional em vez da realidade física. As convenções do estilo expressionista incluem distorção, exagero, fantasia e a aplicação vívida, dissonante, violenta ou dinâmica da cor para expressar os sentimentos ou ideias internas do artista.


Fauvismo

Fauvismo

 

Cunhado pelo crítico Louis Vauxcelles, o Fauvismo (francês para "animais selvagens") é um dos movimentos artísticos do início do século XX. O fauvismo está especialmente associado a Henri Matisse e André Derain, cujas obras são caracterizadas por cores fortes e vibrantes e pinceladas arrojadas sobre qualidades realistas ou figurativas.


Futurismo

futurismo

 

Bastante único entre os diferentes tipos de movimentos artísticos, é um desenvolvimento italiano na arte abstrata e na literatura, fundado em 1909 por Filippo Tommaso Marinetti, com o objetivo de capturar o dinamismo, a velocidade e a energia do mundo mecânico moderno.


Renascença do Harlem

renascença do Harlem

 

Surgindo após a Primeira Guerra Mundial no bairro predominantemente afro-americano do Harlem, em Nova York, o Harlem Renaissance foi um movimento influente na arte afro-americana que abrangeu as artes visuais, literatura, música e teatro. Artistas associados ao movimento rejeitaram representações estereotipadas e expressaram seu orgulho pela vida e identidade negra.


Impressionismo

Impressionismo

 

O impressionismo é um movimento artístico do século XIX, associado especialmente a artistas franceses como Claude Monet, Pierre Auguste Renoir, Camille Pissarro e Alfred Sisley, que tentaram registrar de forma precisa e objetiva "impressões" visuais através do uso de pinceladas pequenas e finas. visível. que se juntam para formar uma única cena e enfatizam o movimento e as qualidades mutáveis ​​da luz.


Instalação de arte

Instalação de arte

 

A arte da instalação é um movimento desenvolvido ao mesmo tempo que a arte pop no final da década de 1950, caracterizada por construções de mídia mista em larga escala, muitas vezes projetadas para um local específico ou período de tempo temporário. A arte da instalação geralmente envolve a criação de uma experiência estética ou sensorial imersiva em um ambiente específico, muitas vezes convidando o espectador a participar ativamente ou imergir.


Land Art

Land Art

 

Land Art, também conhecida como Earth art, Environmental art e Earthworks, é um movimento artístico simples que surgiu nas décadas de 1960 e 1970, caracterizado pelo trabalho feito diretamente na paisagem, esculpindo a própria terra em terraplenagem ou fazendo estruturas. paisagem usando materiais naturais, como rochas ou galhos. Pode ser visto como uma versão natural da arte de instalação. A Land Art está amplamente associada à Grã-Bretanha e aos Estados Unidos, mas inclui exemplos de muitos países.


Minimalismo

minimalismo

 

Outro dos movimentos artísticos da década de 1960, e tipificado por obras de arte simples, como formas geométricas desprovidas de conteúdo figurativo. O vocabulário mínimo de formas feitas de materiais industriais humildes desafiava as noções tradicionais de artesanato, a ilusão de profundidade espacial na pintura e a ideia de que uma obra de arte abstrata deve ser única.


Neo-impressionismo

neo-impressionismo

 

Neo-impressionismo é um termo aplicado a um movimento artístico de vanguarda que floresceu principalmente na França de 1886 a 1906. Liderados pelo exemplo de Georges Seurat e Paul Signac, neo-impressionistas que renunciaram à espontaneidade do Impressionismo em favor de uma medida e uma técnica de pintura sistemática conhecida como pontilhismo, baseada na ciência e no estudo da óptica.


Neoclassicismo

neoclassicismo

 

Quase o oposto da pop art em termos de inspiração, este estilo é aquele que surgiu na segunda metade do século XVIII na Europa, inspirando-se na arte e cultura clássicas da Grécia Antiga e Roma Antiga, o que não é incomum para movimentos artísticos .


Arte neon

arte neon

 

Na década de 1960, a Neon Art transformou um meio comercial usado para publicidade em um meio artístico inovador. A iluminação de néon permitiu que os artistas explorassem a relação entre luz, cor e espaço enquanto desenhavam imagens da cultura pop e os mecanismos do consumismo.


Arte Óptica ou Op Art

Op Art - Arte Óptica

 

Op Art, um movimento artístico famoso do final do século 20.


Op Art é uma abreviação de Op Art, uma forma de arte abstrata geométrica que explora sensações ópticas através do uso de efeitos visuais como a repetição de formas simples, combinações de cores vibrantes, padrões moiré, confusão de primeiro plano e fundo e uma sensação exagerada de profundidade. As pinturas e obras da Op Art empregam truques de percepção visual, como a manipulação de regras de perspectiva para dar a ilusão de espaço tridimensional.


Arte performática

arte performática

 

Termo que surgiu na década de 1960 para descrever diferentes tipos de arte que são criados por meio de ações realizadas pelo artista ou outros participantes, que podem ser ao vivo ou gravadas, espontâneas ou escritas. A performance desafia as convenções das formas tradicionais de arte visual, como pintura e escultura, abrangendo uma variedade de estilos, incluindo happenings, arte corporal, ações e eventos.


Arte Pop

Arte pop

 

A pop art surgiu na década de 1950 e era composta por artistas britânicos e americanos que se inspiravam em imagens e produtos "populares" da cultura comercial, em oposição à arte "elitista". A arte pop atingiu seu pico de atividade na década de 1960, enfatizando os elementos banais ou kitsch da vida cotidiana em formas como serigrafias reproduzidas mecanicamente, fac-símiles em grande escala e esculturas de arte pop suave.


Pós-impressionismo

Pós-impressionismo

 

'Pós-Impressionismo' é um termo cunhado em 1910 pelo crítico de arte e pintor inglês Roger Fry para descrever a reação contra a representação naturalista de luz e cor no Impressionismo. Artistas como Paul Cézanne, Paul Gauguin e Vincent van Gogh desenvolveram um estilo pessoal, mas unificado, a partir de seu interesse em expressar suas respostas emocionais e psicológicas ao mundo por meio de cores marcantes e imagens muitas vezes simbólicas.


Precisionismo

Precisionismo

 

O Precisionismo foi o primeiro movimento de arte moderna indígena real nos Estados Unidos e contribuiu para a ascensão do modernismo americano. Inspirando-se no cubismo e no futurismo, o Precisionism foi impulsionado pelo desejo de devolver a estrutura à arte e celebrou a nova paisagem americana de arranha-céus, pontes e fábricas.


Rococó

Rococó

 

O rococó é um movimento de arte, particularmente arquitetura e arte decorativa, que se originou na França no início do século XVIII. As características da arte rococó consistem em ornamentação elaborada e um estilo leve e sensual, incluindo arabescos, folhagens e formas de animais.


Surrealismo

Surrealismo

 

Fundado pelo poeta André Breton em Paris em 1924, o Surrealismo foi um movimento artístico e literário que esteve ativo durante a Segunda Guerra Mundial. O principal objetivo da pintura surrealista e das obras de arte surrealistas era libertar o pensamento, a linguagem e a experiência humana dos limites opressivos do racionalismo, defendendo o irracional, o poético e o revolucionário.


Suprematismo

Suprematismo

 

Ele foi considerado um membro relativamente desconhecido dos diferentes tipos de movimentos de arte abstrata, fora do mundo da arte. Termo cunhado pelo artista russo Kazimir Malevich em 1915 para descrever um estilo abstrato de pintura que se encaixava em sua crença de que a arte expressa nas formas geométricas mais simples e composições dinâmicas era superior às formas anteriores de arte figurativa, levando à "supremacia do sentimento puro ". ou percepção nas artes pictóricas”.


Simbolismo

Simbolismo

 

O simbolismo surge na segunda metade do século XIX, principalmente nos países católicos europeus onde a industrialização se desenvolveu em grande medida. Começando como um movimento literário, o Simbolismo logo se identificou com uma jovem geração de pintores que queriam que a arte refletisse emoções e ideias em vez de representar o mundo natural de maneira objetiva, unida por um pessimismo compartilhado e cansaço da decadência na sociedade moderna.


Grupo Zero

Grupo Zero

 

Ilustração icônica do Grupo Zero

Surgindo na Alemanha e se espalhando para outros países na década de 1950, o Grupo Zero era um grupo de artistas unidos pelo desejo de se afastar da subjetividade dos movimentos do pós-guerra, concentrando-se na materialidade, cor, vibração, luz e movimento da pura arte abstrata . Os principais protagonistas do grupo foram Heinz Mack, Otto Piene e Günther Uecker.

 

KUADROS, uma pintura famosa em sua parede.

2 comentários

Alle

Alle

Secundo el comentario anterior. Gracias ,excelente para empezar a conocer y profundizar.

Rodrigo López

Rodrigo López

No sé como nadie ha dejado un comentario.
Te agradezco profundamente. Es un resumen básico, justo lo que buscaba para empezar a profundizar en cada uno de ellos.

Un abrazo.

Deixe um comentário

Uma bela pintura religiosa na parede da sua casa

A Crucificação
Preço de vendaDe 3.529,00 Kč
A CrucificaçãoAlonso Cano
pintura Jesus rezando en Getsemaní - Kuadros
Preço de vendaDe 2.240,00 Kč
Jesus Orando Em GetsemaníKuadros
pintura Bendición de Cristo - Rafael
Preço de vendaDe 2.477,00 Kč
Bênção De CristoRafael