julgamento de Salomão


tamanho (cm): 50 x 60
Preço:
Preço de venda€173,95 EUR

Descrição

A pintura O Julgamento de Salomão, do artista Leonaert Bramer, é uma obra-prima do século XVII que retrata uma das passagens mais famosas da Bíblia. A cena mostra o rei Salomão sentado em seu trono, cercado por cortesãos e as duas mulheres que reivindicam a maternidade de um bebê. No centro da pintura, o rei segura uma espada enquanto dá seu veredicto: ele ordena que o bebê seja dividido em duas partes iguais para satisfazer as duas mulheres.

O estilo artístico de Bramer é caracterizado pela influência dos mestres italianos, especialmente Caravaggio e sua técnica de claro-escuro. Em O Julgamento de Salomão, o artista utiliza uma iluminação dramática que destaca a figura do rei e cria um efeito de profundidade na composição. A pincelada é solta e expressiva, dando ao trabalho um ar dinâmico e emocional.

A cor também desempenha um papel importante na pintura. Bramer usa tons escuros e terrosos que contrastam com os flashes de luz nas vestes dos personagens. A paleta de cores é limitada, o que reforça a sensação de tensão e dramaticidade da cena.

A história da pintura é interessante porque seu destino original é desconhecido. Acredita-se que tenha sido encomendado por um cliente privado e posteriormente adquirido pelo museu de Rotterdam no século XIX. Além disso, a obra tem sido alvo de diversas interpretações e debates sobre seu significado e simbolismo.

Em resumo, O Julgamento de Salomão, de Leonaert Bramer, é uma obra de arte fascinante que combina a técnica do claro-escuro com uma composição dramática e emocional. Sua história desconhecida e simbolismo enigmático fazem dela uma das pinturas mais intrigantes do século XVII.

Visualizado recentemente