Natureza morta do parentesco sagrado


tamanho (cm): 45x55
Preço:
Preço de venda€157,95 EUR

Descrição

A pintura Still-Life of the Holy Kinship do artista Jan the Younger Brueghel é uma obra-prima da arte barroca flamenga do século XVII. Com uma composição cuidadosamente projetada e paleta de cores vibrantes, esta pintura captura a essência da vida cotidiana em uma casa de época.

O estilo artístico de Brueghel é caracterizado por sua capacidade de criar cenas detalhadas e realistas, usando uma técnica de pincelada suave e meticulosa. Nesta obra, podemos apreciar o esmero com que cada objeto foi representado, desde alimentos e utensílios de cozinha até os detalhes do vestuário dos personagens.

A composição da pintura é igualmente impressionante, com uma disposição cuidadosamente equilibrada dos elementos na mesa e no fundo da cena. A figura central, a Virgem Maria, está rodeada pela sua família e amigos, enquanto os objectos sobre a mesa sugerem uma refeição acabada de preparar e um ambiente de calor e conforto.

Também é notável o uso da cor na pintura, com uma paleta rica e variada que inclui tons quentes e frios. O vermelho intenso das maçãs e uvas contrasta com o verde suave das folhas e o azul claro da toalha de mesa, criando um efeito visual deslumbrante.

A história da pintura é igualmente interessante, pois acredita-se que tenha sido encomendada por um rico comerciante de Antuérpia como um presente para sua esposa. A obra passou por várias mãos ao longo dos séculos e foi objeto de inúmeras exposições e estudos.

Em resumo, a pintura de Jan the Younger Brueghel, Still-Life of the Holy Kinship, é uma obra-prima da arte barroca flamenga conhecida por seu estilo artístico, composição, cor e rica história. Uma verdadeira jóia do património cultural europeu.

Visualizado recentemente