Último dia de Pompeia


tamanho (cm): 50 x 70
Preço:
Preço de venda€189,95 EUR

Descrição

A pintura "Último dia de Pompeia" do artista Karl Pavlovich Bryullov é uma obra impressionante que cativa os espectadores com sua representação dramática da erupção do Monte Vesúvio em 79 DC. A obra, medindo 466 x 651 cm, foi pintada em 1830-1833 e é considerada uma das obras-primas do romantismo russo.

O estilo artístico de Bryullov nesta pintura é impressionante. A peça é repleta de detalhes realistas e dramáticos, fazendo com que os espectadores se sintam no centro da ação. A composição impressiona, com um grande número de personagens representados em diferentes poses e situações. O uso da cor é intenso e emocional, reforçando a sensação de perigo e caos.

A história por trás da pintura é igualmente fascinante. Bryullov foi inspirado no romance histórico "Os Últimos Dias de Pompéia" de Edward Bulwer-Lytton, que conta a história de um grupo de personagens lutando para sobreviver à erupção do Monte Vesúvio. Bryullov visitou Pompéia e Herculano para investigar a erupção e a vida na antiga cidade romana. Ele usou sua pesquisa para criar um trabalho que é historicamente preciso e emocionalmente impactante.

Um aspecto pouco conhecido da pintura é que Bryullov incluiu retratos de seus amigos e familiares na obra. Por exemplo, o homem no canto inferior direito da pintura é o irmão do artista, Alexander Bryullov. Bryullov também incluiu seu próprio auto-retrato na obra, como o homem segurando uma tocha no canto inferior esquerdo.

Em conclusão, a pintura "Último dia de Pompeia" de Karl Pavlovich Bryullov é uma obra impressionante que combina o realismo histórico com a emoção e o drama do romantismo. A composição, cor e estilo de arte são impressionantes, e a história por trás do trabalho é igualmente fascinante. É uma obra-prima da arte russa e uma das pinturas mais importantes do século XIX.

Visualizado recentemente